Tecnologia LE

Criando mudanças – do solo ao ar.

Descubra o valor.
Descubra a tecnologia LE.

COMO PODEMOS DESPERTAR
A RESPONSABILIDADE AMBIENTAL?

Reproduzir
x

Criando mudanças

DO SOLO AO AR

O planeta está mudando, e não há como negar que os nossos maus hábitos deixaram suas marcas. Mas há uma maneira de despertar nossa responsabilidade ambiental novamente: Tecnologias inovadoras podem reduzir as emissões. Novos materiais podem preservar os recursos escassos. Essencial para tudo isso é a vontade, não só de exigir a sustentabilidade, mas de criá-la.

Mantendo a missão de reduzir as emissões

O INVENTOR THOMAS ENGELHARDT E O SEGREDO DO ECOSIL® LE

Você é o inventor da tecnologia LE. Você descobriu esta tecnologia por acidente ou já buscava intencionalmente esse objetivo?
Primeiro, é preciso enfatizar que o ponto de partida dessa inovação, como em todos os projetos de desenvolvimento de Functional Minerals, foi uma necessidade muito clara do cliente: a redução das emissões nas fundições. Nossa profunda análise sobre fontes de emissão mostrou que os ligantes orgânicos presentes nos núcleos, assim como os geradores tradicionais de carbono brilhante à base de carbono presentes no sistema de areia verde, contribuem para emissões de BTEX (benzeno, tolueno, etilbenzeno, xileno). Como a Clariant fornece aditivos de areia verde, procurei me concentrar no exame sistemático de materiais de carbono natural com baixo perfil de criação de voláteis em condições de fundição que possam substituir os materiais tradicionais. Por fim, consegui identificar uma classe especial de grafite que satisfazia todos os requisitos. De forma alguma foi por acidente, mas, como em todas as invenções, houve também um pouco de sorte.

Por que as emissões de BTEX são tão importantes para o setor de fundição?
Com base no simples fato de que o ferro líquido, a uma temperatura de até 1.500 °C, atinge o carbono na areia de moldagem verde, a criação de componentes orgânicos voláteis e também de emissões perigosas de BTEX foi considerada inevitável. É por isso que o limite legal de emissões de benzeno, por exemplo, é quatro vezes maior em fundições do que em outros setores.

Todos os tipos de grafite são adequados para a tecnologia LE?
Uma classe de grafite especial, que foi cuidadosamente selecionada durante um longo processo de desenvolvimento, é apenas uma parte da tecnologia LE. Em comparação com a bentonita, não é possível dispersar o grafite muito facilmente em um sistema de areia verde. Para o sucesso da tecnologia LE, a combinação de um grafite especial com agentes de dispersão é muito importante.

»Desenvolvemos um equipamento de teste em nosso laboratório de aplicação que mede as emissões dos sistemas de areia verde em condições reais de processo nas fundições.«

LE_engelhardt_image2
Instrumento de GC-MS (cromatografia gasosa-espectrometria de massa)
LE_engelhardt_image1
Dr. Thomas Engelhardt
Chefe do laboratório de desenvolvimento de aplicação da Europa, Oriente Médio e África (Europe, Middle East and Africa, EMEA)
Functional Minerals
LE_80_cloud
Você desenvolveu um método para medir e comparar as emissões. Como funciona essa tecnologia?
Qualquer pessoa pode prometer a redução das emissões. Mas, para convencer os clientes, é preciso fornecer fatos concretos. Por isso, desenvolvemos um equipamento de teste em nosso laboratório de aplicação que mede as emissões dos sistemas de areia verde em condições reais de processo nas fundições. Exatamente como em uma fundição, despejamos ferro líquido em um molde de areia verde padronizado e colhemos todos os gases em uma bandeja absorvente especialmente projetada. Em seguida, dessorvemos os gases do absorvedor e fazemos as análises qualitativa e quantitativa com modernas técnicas de GC-MS.

Como você avalia os resultados?
Para provar a eficiência do sistema LE para os clientes e as autoridades, antes de apresentarmos a tecnologia LE, pedimos aos clientes para nos enviar uma amostra de areia verde, retirada do processo que eles utilizam, usando aditivos tradicionais. Medimos as emissões atuais de BTEX e utilizamos os resultados como referência mais tarde. Após a introdução da tecnologia LE, a fundição nos envia uma segunda amostra de areia verde, que também é analisada quanto às emissões de BTEX em nosso laboratório de aplicação. A comparação direta das duas amostras comprova para o cliente a redução das emissões de BTEX do sistema de areia verde. Clientes que também precisam reduzir as emissões dos núcleos podem substituir os sistemas de ligantes orgânicos por inorgânicos.

Você é o inventor da tecnologia LE. Você descobriu esta tecnologia por acidente ou já buscava intencionalmente esse objetivo?
Primeiro, é preciso enfatizar que o ponto de partida dessa inovação, como em todos os projetos de desenvolvimento de Functional Minerals, foi uma necessidade muito clara do cliente: a redução das emissões nas fundições. Nossa profunda análise sobre fontes de emissão mostrou que os ligantes orgânicos presentes nos núcleos, assim como os geradores tradicionais de carbono brilhante à base de carbono presentes no sistema de areia verde, contribuem para emissões de BTEX (benzeno, tolueno, etilbenzeno, xileno). Como a Clariant fornece aditivos de areia verde, procurei me concentrar no exame sistemático de materiais de carbono natural com baixo perfil de criação de voláteis em condições de fundição que possam substituir os materiais tradicionais. Por fim, consegui identificar uma classe especial de grafite que satisfazia todos os requisitos. De forma alguma foi por acidente, mas, como em todas as invenções, houve também um pouco de sorte.

Por que as emissões de BTEX são tão importantes para o setor de fundição?
Com base no simples fato de que o ferro líquido, a uma temperatura de até 1.500 °C, atinge o carbono na areia de moldagem verde, a criação de compostos orgânicos voláteis e também de emissões perigosas de BTEX foi considerada inevitável. É por isso que o limite legal de emissões de benzeno, por exemplo, é quatro vezes maior em fundições do que em outros setores.

Todos os tipos de grafite são adequados para a tecnologia LE?
Uma classe de grafite especial, que foi cuidadosamente selecionada durante um longo processo de desenvolvimento, é apenas uma parte da tecnologia LE. Em comparação com a bentonita, não é possível dispersar o grafite muito facilmente em um sistema de areia verde. Para o sucesso da tecnologia LE, a combinação de um grafite especial com agentes de dispersão é muito importante.

»Desenvolvemos um equipamento de teste em nosso laboratório de aplicação que mede as emissões dos sistemas de areia verde em condições reais de processo nas fundições.«

LE_engelhardt_image2
LE_engelhardt_image1
Dr. Thomas Engelhardt
Chefe do laboratório de desenvolvimento de aplicação da Europa, Oriente Médio e África (Europe, Middle East and Africa, EMEA)
Functional Minerals
LE_80_cloud
Você desenvolveu um método para medir e comparar as emissões. Como funciona essa tecnologia?
Qualquer pessoa pode prometer a redução das emissões. Mas, para convencer os clientes, é preciso fornecer fatos concretos. Por isso, desenvolvemos um equipamento de teste em nosso laboratório de aplicação que mede as emissões dos sistemas de areia verde em condições reais de processo nas fundições. Exatamente como em uma fundição, despejamos ferro líquido em um molde de areia verde padronizado e colhemos todos os gases em uma bandeja absorvente especialmente projetada. Em seguida, dessorvemos os gases do absorvedor e fazemos as análises qualitativa e quantitativa com modernas técnicas de GC-MS.

Como você avalia os resultados?
Para provar a eficiência do sistema LE para os clientes e as autoridades, antes de apresentarmos a tecnologia LE, pedimos aos clientes para nos enviar uma amostra de areia verde, retirada do processo que eles utilizam, usando aditivos tradicionais. Medimos as emissões atuais de BTEX e utilizamos os resultados como referência mais tarde. Após a introdução da tecnologia LE, a fundição nos envia uma segunda amostra de areia verde, que também é analisada quanto às emissões de BTEX em nosso laboratório de aplicação. A comparação direta das duas amostras comprova para o cliente a redução das emissões de BTEX do sistema de areia verde. Clientes que também precisam reduzir as emissões dos núcleos podem substituir os sistemas de ligantes orgânicos por inorgânicos.

Você é o inventor da tecnologia LE. Você descobriu esta tecnologia por acidente ou já buscava intencionalmente esse objetivo?
Primeiro, é preciso enfatizar que o ponto de partida dessa inovação, como em todos os projetos de desenvolvimento de Functional Minerals, foi uma necessidade muito clara do cliente: a redução das emissões nas fundições. Nossa profunda análise sobre fontes de emissão mostrou que os ligantes orgânicos presentes nos núcleos, assim como os geradores tradicionais de carbono brilhante à base de carbono presentes no sistema de areia verde, contribuem para emissões de BTEX (benzeno, tolueno, etilbenzeno, xileno). Como a Clariant fornece aditivos de areia verde, procurei me concentrar na análise sistemática de materiais de carbono natural com baixo perfil de criação de voláteis em condições de fundição que possam substituir os materiais tradicionais. Por fim, consegui identificar uma classe especial de grafite que satisfazia todos os requisitos. De forma alguma foi por acidente, mas, como em todas as invenções, houve também um pouco de sorte.

Por que as emissões de BTEX são tão importantes para o setor de fundição?
Com base no simples fato de que o ferro líquido, a uma temperatura de até 1.500 °C, atinge o carbono na areia de moldagem verde, a criação de compostos orgânicos voláteis e também de emissões perigosas de BTEX foi considerada inevitável. É por isso que o limite legal de emissões de benzeno, por exemplo, é quatro vezes maior em fundições do que em outros setores.

Todos os tipos de grafite são adequados para a tecnologia LE?
Uma classe de grafite especial, que foi cuidadosamente selecionada durante um longo processo de desenvolvimento, é apenas uma parte da tecnologia LE. Em comparação com a bentonita, não é possível dispersar o grafite muito facilmente em um sistema de areia verde. Para o sucesso da tecnologia LE, a combinação de um grafite especial com agentes de dispersão é muito importante.

LE_engelhardt_image1
Dr. Thomas Engelhardt
Chefe do laboratório de desenvolvimento de aplicação da Europa, Oriente Médio e África (Europe, Middle East and Africa, EMEA)
Functional Minerals

»Desenvolvemos um equipamento de teste em nosso laboratório de aplicação que mede as emissões dos sistemas de areia verde em condições reais de processo nas fundições.«

LE_80_cloud
Você desenvolveu um método para medir e comparar as emissões. Como funciona essa tecnologia?
Qualquer pessoa pode prometer a redução das emissões. Mas, para convencer os clientes, é preciso fornecer fatos concretos. Por isso, desenvolvemos um equipamento de teste em nosso laboratório de aplicação que mede as emissões dos sistemas de areia verde em condições reais de processo nas fundições. Exatamente como em uma fundição, despejamos ferro líquido em um molde de areia verde padronizado e colhemos todos os gases em uma bandeja absorvente especialmente projetada. Em seguida, dessorvemos os gases do absorvedor e fazemos as análises qualitativa e quantitativa com modernas técnicas de GC-MS.

Como você avalia os resultados?
Para provar a eficiência do sistema LE para os clientes e as autoridades, antes de apresentarmos a tecnologia LE, pedimos aos clientes para nos enviar uma amostra de areia verde, retirada do processo que eles utilizam, usando aditivos tradicionais. Medimos as emissões atuais de BTEX e utilizamos os resultados como referência mais tarde. Após a introdução da tecnologia LE, a fundição nos envia uma segunda amostra de areia verde, que também é analisada quanto às emissões de BTEX em nosso laboratório de aplicação. A comparação direta das duas amostras comprova para o cliente a redução das emissões de BTEX do sistema de areia verde. Clientes que também precisam reduzir as emissões dos núcleos podem substituir os sistemas de ligantes orgânicos por inorgânicos.

LE_engelhardt_image2

Um tesouro lá embaixo

A HISTÓRIA VULCÂNICA DA BENTONITA

Das profundezas da Terra para as alturas da atmosfera, e vice-versa. A história da maioria dos depósitos de bentonita começou com um estrondo, e cinzas foram lançadas ao céu, como parte de uma erupção vulcânica.

Das profundezas da Terra para as alturas da atmosfera, e vice-versa. A história da maioria dos depósitos de bentonita começou com um estrondo, e cinzas foram lançadas ao céu, como parte de uma erupção vulcânica.

Início

O ABALO, O ESTRONDO E AS CINZAS

As erupções vulcânicas começam com um estrondo e uma nuvem de fumaça, até lançarem para o ar uma coluna de lava, gases e cinzas, às vezes a uma altura de até 25 km!

Próximo

A CHUVA DE CINZAS

Ao cair, as cinzas são levadas pelo vento para vales e depressões distantes, onde depositam rochas que contêm vidro, conhecidas como tufo vítreo.

Próximo

O QUE OS RIOS PODEM TRAZER

Os rios transportam as cinzas novamente, e camadas de rocha e areia cobrem e protegem os depósitos de cinzas vulcânicas contra a erosão.

Próximo

PANELA DE PRESSÃO

Ao longo de muitas eras, os depósitos são submetidos a alta pressão e a altas temperaturas que formam a bentonita, enquanto a paisagem acima sofre grandes mudanças.

Próximo

DE VOLTA AO INÍCIO

Gostaria de assistir novamente? Com apenas um clique, você pode voltar 13 milhões de anos no tempo.

Recomeçar

O ABALO, O ESTRONDO E AS CINZAS

As erupções vulcânicas começam com um estrondo e uma nuvem de fumaça, até lançarem para o ar uma coluna de lava, gases e cinzas, às vezes a uma altura de até 25 km!

A CHUVA DE CINZAS

Ao cair, as cinzas são levadas pelo vento para vales e depressões distantes, onde depositam rochas que contêm vidro, conhecidas como tufo vítreo.

O QUE OS RIOS PODEM TRAZER

Os rios transportam as cinzas novamente, e camadas de rocha e areia cobrem e protegem os depósitos de cinzas vulcânicas contra a erosão.

PANELA DE PRESSÃO

Ao longo de muitas eras, os depósitos são submetidos a alta pressão e a altas temperaturas que formam a bentonita, enquanto a paisagem acima sofre grandes mudanças.

  • Exploração

    A bentonita
    abaixo
    dos seus pés

    Um imenso depósito de bentonita foi descoberto por acaso há mais de cem anos, em Gammelsdorf, na Alemanha, a nordeste de Munique. Desde então, as pessoas exploram este valioso recurso. Depois de usar perfurações para teste em larga escala para localizar depósitos significativos, começa a parte mais interessante do processo de mineração: negociar com o proprietário do terreno, ou com as dezenas de proprietários, como é muitas vezes o caso.

    CURIOSIDADE

    De acordo com a Lei de Mineração da Alemanha, o proprietário do terreno é dono dos depósitos de bentonita até o núcleo da Terra.

  • Abrindo o buraco

    Cavar cada vez mais profundo,
    camada após
    camada

    Uma vez obtidas todas as autorizações necessárias, podemos começar a escavação. Camadas e mais camadas de solo superficial, cascalho e rocha são removidos e empilhados separadamente. Na tentativa de economizar energia, a sobrecarga é removida em forma circular para que os caminhões possam descarregar a carga de 40 toneladas de um buraco novo em um antigo. Assim, minimiza-se o percurso de deslocamento.

    CURIOSIDADE

    Em 1313, Gammelsdorf presenciou a última batalha de cavaleiros em armaduras em solo alemão. Artefatos que remontam a esse encontro ainda aparecem de vez em quando.

  • Extração

    Da
    mina para a
    produção

    Uma enorme camada de bentonita, com 1,5 m de espessura, jaz a uma profundidade de aproximadamente 27,5 m. Para impedir que a argila exponha-se a impurezas, deixa-se uma camada protetora de sobrecarga com 90 cm de espessura. Agora, as escavadeiras podem passar e retirar a bentonita. Em Gammelsdorf, exploramos 15 qualidades diferentes. Em seguida, despachamos para Moosburg, nosso maior local da produção, onde são transformadas em produtos tão diversos quanto terras de branqueamento, ligantes de fundição e aditivos para perfuração.

    CURIOSIDADE

    300.000 toneladas de bentonita são extraídas anualmente em Gammelsdorf – do mesmo tamanho de um meteoro que atingiu o Arizona e criou a Meteor Crater (Cratera do Meteoro).

  • Reaterro

    Enchendo
    o buraco

    Depois de escavar o depósito de bentonita, é hora de começar a renaturalização do local. Rochas, cascalho e cobertura superficial são redistribuídos em camadas na ordem original e compactados com um trator. Durante esse processo, é essencial manter o fornecimento e a drenagem de água, antes de voltar a cultivar o local. A último etapa consiste em despejar o solo meticulosamente empilhado e moldar a paisagem de acordo com as exigências do proprietário do terreno.

    CURIOSIDADE

    Os agricultores, às vezes, optam por receber as terras de volta com uma paisagem diferente da anterior, para controlar o escoamento de água e aumentar a eficiência do plantio.

  • De volta à natureza
    Mineração

    Ajudando a
    natureza
    a brotar

    Para renaturalizar terra, não basta simplesmente encher o buraco. É preciso trazer a vida de volta. Para isso, podemos plantar leguminosas para ativar a vida microbiana no solo. Dois anos depois, o solo já estará suficientemente nutrido, e pode-se, então, dar início ao plantio. Tomamos bastante cuidado para aumentar a biodiversidade, escolhendo regimes de plantio adequados (florestas mistas) e criando biótopos.

    CURIOSIDADE

    Os tratores são projetados de forma a não colocar mais pressão sobre o solo do que um pedestre.

»Em cada etapa do processo de mineração, desde a descoberta até a extração e a renaturação, estamos em contato direto com os residentes. O bom relacionamento com os habitantes locais é mais precioso do que qualquer mineral.«

Klaus Schmidbauer,
Gerente de pedreira, Gammelsdorf

»Em cada etapa do processo de mineração, desde a descoberta até a extração e a renaturação, estamos em contato direto com os residentes. O bom relacionamento com os habitantes locais é mais precioso do que qualquer mineral.«

Klaus Schmidbauer,
Gerente de pedreira, Gammelsdorf

Melhorando a qualidade dos ligantes

A ATIVAÇÃO DA BENTONITA

As bentonitas naturais ocorrem em duas formas principais: à base de Na (sódio) e à base de Ca (cálcio). Embora a bentonita de cálcio seja mais comum, a bentonita de sódio é um ligante mais eficaz. Para aumentar o poder de ligação da bentonita de cálcio, ela é submetida a uma reação química com carbonato de sódio para ativar as superfícies externa e interna, o que aumenta sua capacidade de ligar-se à água.

Bentonita (Ca) + Na2CO3

Bentonita (Na2) + CaCO3

50 µm

  • Íons de Ca
  • Íons de Na
  • Molécula de H2O

Fundido da terra

ATÉ O MEIO DA MISTURA

Reproduzir
x

Embalando o ferro enquanto está quente

A TECNOLOGIA LE EM AÇÃO

A maior parte do ferro flui em moldes de areia verde para peças automotivas, tais como blocos de motor, peças de transmissão ou discos de freio. De que forma a mudança para a tecnologia LE influi no processo de produção? Para entender melhor, perguntamos a uma das maiores empresas de automóveis da Europa, a PSA PEUGEOT CITROËN.
Como a PSA começou a usar a tecnologia LE?
Como as autoridades ambientais solicitaram oficialmente que reduzíssemos nossas emissões de BTEX nas chaminés, decidimos estudar o que a Clariant teria para oferecer como solução.

Você poderia citar algum problema apresentado pelo produto anterior?
Na verdade, não há nenhum problema, exceto um nível de geração de carbono brilhante na pré-mistura.

Quando você se convenceu da tecnologia LE?
Graças às várias apresentações realizadas pela Clariant e aos testes de BTEX em areias de moldagem.

Até que ponto foi complicado adaptar a fundição à tecnologia LE?
São necessárias algumas precauções. Na fase de implementação, é importante definir a primeira receita a ser utilizada, e, em seguida, diminuir o percentual da taxa de geração de carbono brilhante, passo a passo.

Você recomendaria a tecnologia LE?
Sim, porque sua utilização contribui para melhorar a qualidade do meio ambiente. A implementação da tecnologia LE é fácil, mas são necessários mais controles para o sistema de areia durante as etapas de troca do produto. Essa tecnologia ajuda a reduzir o consumo de pré-mistura.

Quais benefícios concretos ela oferece à PSA no processo de produção de discos de freio ventilados?
Basicamente, os benefícios são a redução das emissões de BTEX, a melhorias na moldagem e na precisão da liberação do molde e a redução do consumo de pré-mistura.

Até que ponto houve melhorias no nível de emissão desde que você começou a usar a Tecnologia LE?
Com base na análise mais recente, confirmamos a redução das emissões, cuja proporção ainda será avaliada concretamente, graças a uma análise complementar que estamos fazendo no momento.

LE_Peugeot2

Fonte: PSA PEUGEOT CITROËN, um cliente da Clariant

Pisando de leve

COMO MUDAR O IMPACTO GLOBAL

Milhões de toneladas de ferro líquido são despejados anualmente nas formas de fundição, em todo o mundo. A produção está aumentando e, com ela, a quantidade de emissões tóxicas de BTEX. Para garantir uma ação responsável, é essencial estar no local. Nossas instalações de produção em todo o mundo cobrem os mercados mais importantes para levar a LE aonde ela precisa estar. Estamos por perto.
  • Europa

    eixo y: Peças fundidas ferrosas (mil. t)

    Sr. Lorenzo Sechi
    Head de aditivos para fundições do Grupo, EMEA

    “Menor custo de propriedade e ser um bom vizinho: a tecnologia LE ajuda meus clientes a alcançarem as duas metas.”

    E-Mail
  • Brasil

    eixo y: Peças fundidas ferrosas (mil. t)

    Sr. Marcelo Medeiros
    Gerente de vendas, Aditivos para fundições, Brasil

    “O Brasil está adotando normas ambientais mais rigorosas a cada dia – a tecnologia LE vai ser um ótimo complemento para que as fundições consigam cumpri-las.”

    E-Mail
  • China

    eixo y: Peças fundidas ferrosas (mil. t)

    Sra. Zefen He
    Gerente de vendas, Aditivos para fundições, China

    “A tecnologia LE vai ser de grande ajuda para as fundições chinesas alcançarem as ambiciosas metas de redução de emissões exigidas pelo último plano de cinco anos do governo.”

    E-Mail
  • Coreia

    eixo y: Peças fundidas ferrosas (mil. t)

    Sr. Woon Jong Cho
    Gerente de vendas, Aditivos para fundições, Coreia

    “As fundições coreanas estão procurando soluções sustentáveis – pretendo mostrar a elas os benefícios da tecnologia LE.”

    E-Mail
  • Sudeste Asiático e Pacífico (South East Asia Pacific, SEAP)

    eixo y: Peças fundidas ferrosas (mil. t)

    Sr. Ittipon Udomsilp
    Gerente regional de vendas, SEAP

    “O aumento da produtividade com a tecnologia LE será um tema importante para os meus clientes.”

    E-Mail

Ainda resta alguma dúvida?

SAIBA COMO A TECNOLOGIA LE PODE AJUDAR O SEU PROCESSO

A mudança é bem mais fácil do que se pensa. Nossa equipe global de especialistas está pronta para ajudar a implementar a tecnologia LE para você.
LE_ozer
Derya Ozer,
Gerente técnico de marketing, EMEA

»Com filiais ao redor do mundo, podemos oferecer experiência personalizada, além de ocuparmos uma posição privilegiada para responder rapidamente e atender às necessidades dos clientes.«

LE_ozer
Derya Ozer,
Gerente técnico de marketing, EMEA

»Com filiais ao redor do mundo, podemos oferecer experiência personalizada, além de ocuparmos uma posição privilegiada para responder rapidamente e atender às necessidades dos clientes.«

»Com filiais ao redor do mundo, podemos oferecer experiência personalizada, além de ocuparmos uma posição privilegiada para responder rapidamente e atender às necessidades dos clientes.«

LE_ozer
Derya Ozer,
Gerente técnico de marketing , EMEA

A tecnologia LE me parece ser perfeita. Mas tenho que mudar todo o meu processo de produção agora?

De forma alguma. Nossa tecnologia oferece mudança gradual para baixa emissão. Continue lendo, e saiba mais.

Quero mudar meu processo. Por onde devo começar?

Em primeiro lugar, nossos especialistas inspecionam a formação e o processo de areia verde. Depois disso, definimos em conjunto como otimizar o processo, passo a passo.

Estou principalmente preocupado com o fato de que certas emissões não ultrapassem um determinado nível. Podemos nos concentrar nisso?

Nosso laboratório de serviços de fundição sempre fornece a caracterização de cada emissão do sistema de areia verde. O conceito da mudança que se segue é adaptado às suas necessidades.

Preciso interromper todos os meus processos durante a mudança para a tecnologia LE?

Cada etapa do planejamento está em suas mãos e é respaldada por nossos especialistas em fundição da Clariant. A tecnologia LE é introduzida nos sistemas de areia verde pelos laboratórios de serviços de fundição da Clariant e segue um cronograma definido em conjunto com o cliente.

Depois da implementação, é possível que eu não tenha o conhecimento necessário para monitorar as mudanças e os resultados. Podemos manter contato?

Sim, claro. Os especialistas em fundição da Clariant discutem regularmente com o cliente sobre os resultados e a próxima etapa de mudança, bem como a implementação final.

O ECOSIL® LE satisfaz os critérios EcoTain®

NOSSA ABORDAGEM REFERENTE À SUSTENTABILIDADE

O EcoTain® é o nosso selo de excelência em sustentabilidade para produtos e soluções que apresentam o melhor desempenho na respectiva categoria. Ele destaca nossas contribuições para um futuro sustentável, agregando valor aos nossos clientes e à sociedade como um todo.

O ECOSIL® LE satisfaz os critérios EcoTain®

NOSSA ABORDAGEM REFERENTE À SUSTENTABILIDADE

O EcoTain® é o nosso selo de excelência em sustentabilidade para produtos e soluções que apresentam o melhor desempenho na respectiva categoria. Ele destaca nossas contribuições para um futuro sustentável, agregando valor aos nossos clientes e à sociedade como um todo.
DV_Quinacridone_ecotain

Em suma:

RESUMO DOS BENEFÍCIOS

Baixa geração de resíduos

Baixa geração de resíduos
A alta concentração de ativos e a menor concentração de BTEX no sistema de areia proporcionam taxas de reciclagem de areia mais elevadas e reduzem o volume de areia residual.

Baixas emissões de areia verde

Baixas emissões de areia verde
A tecnologia LE reduz as emissões tóxicas de BTEX (benzeno, tolueno, etilbenzeno e xileno), impedindo sua formação durante a fundição.

Produtividade sem igual

Produtividade sem igual
A rapidez de mistura, a alta concentração de ativos e a baixa taxa de defeitos aumentam o rendimento e a produtividade das fundições.

Peças fundidas de alta precisão

Peças fundidas de alta precisão
As superfícies lisas e a baixa aderência da areia criam peças fundidas de alta precisão, perfeitamente formadas, que ajudam a manter-se competitivo em um ambiente difícil.

Custo total de propriedade

Custo total de propriedade
Ao mudar para a tecnologia LE em sua fundição, você não só contribuirá para a proteção ambiental, mas também para a redução do custo total.

  • ECOSIL® LE:

    O QUE ELE PODE FAZER POR VOCÊ

    O ECOSIL® LE reúne as propriedades do GEKO® LE e carvão de alta qualidade em forma de pré-mistura. Tipos cuidadosamente selecionados de bentonitas, carvão, grafite e dispersantes contrabalançam os desafios individuais das várias etapas de moldagem e asseguram a otimização da produtividade e da qualidade das peças fundidas. Como a geração de carbono brilhante já não é um requisito principal da parte da pré-mistura composta pelo carvão, podem-se reduzir drasticamente as emissões de BTEX e manter o elevado rendimento e baixas taxas de refugo.

    Redução das emissões de compostos aromáticos

    • O ECOSIL® LE minimiza o uso dos tradicionais geradores de carbono brilhante no sistema de areia verde e, assim, reduz a produção de emissões de BTEX durante o processo de fundição

    Superfícies de fundição limpas

    • O ECOSIL®LE proporciona a criação de um revestimento uniforme de grânulos de areia de quartzo tendo o grafite como agente de separação; assim, a ligação entre a areia de moldagem e a peça fundida é significativamente reduzida, produzindo-se peças fundidas limpas que facilmente se separam do molde

    Maior produtividade

    • A otimização das propriedades da bentonita permite aumentar a produtividade, equilibrando a fragilidade dos moldes e a facilidade de agitação
    • As melhores propriedades de fluxo de areia verde proporcionam excelente capacidade de enchimento do molde
    • A perfeita estabilidade do molde e a limpeza das superfícies reduzem as taxas de refugo e o retrabalho
    • Boa produtividade mesmo em condições de processamento difíceis, como pouco tempo para mistura, temperaturas elevadas das areias usadas ou elevado influxo de areia no núcleo

    Otimização das características do molde

    • Carvão de alta qualidade, selecionado, equilibra as propriedades de formação de gases, o inchaço e o armazenamento de água para obter uma ação conjunta de redução da atmosfera (prevenção de corrosão), amortecimento de gás na superfície do molde (sem penetração de metal) e estabilidade dimensional do molde (pouco refugo e retrabalho)
    • A distribuição controlada do tamanho dos grãos de carvão reduz o risco de frações quebradiças do molde e da penetração por explosão durante o processo de fundição
  • GEKO® LE:

    O QUE ELE PODE FAZER POR VOCÊ

    O GEKO® LE é um reforço eficaz para a produtividade das fundições e consiste em uma mistura ideal de bentonitas de alta qualidade, tipos de grafite selecionados e dispersantes adequados. Além de aumentar a qualidade das peças fundidas de precisão, ele minimiza as emissões de BTEX provenientes do sistema de areia verde.

    Redução das emissões de compostos aromáticos

    • O GEKO® LE minimiza o uso dos tradicionais geradores de carbono brilhante no sistema de areia verde e, assim, reduz a produção de emissões de BTEX durante o processo de fundição

    Superfícies de fundição limpas

    • O GEKO®LE proporciona a criação de um revestimento uniforme de grânulos de areia de quartzo tendo o grafite como agente de separação; assim, a ligação entre a areia de moldagem e a peça fundida é significativamente reduzida, produzindo-se peças fundidas limpas que facilmente se separam do molde

    Maior produtividade

    • A otimização das propriedades da bentonita permite aumentar a produtividade, equilibrando a fragilidade dos moldes e a facilidade de agitação
    • As melhores propriedades de fluxo de areia verde proporcionam excelente capacidade de enchimento do molde
    • A perfeita estabilidade do molde e a limpeza das superfícies reduzem as taxas de refugo e o retrabalho
    • Boa produtividade mesmo em condições de processamento difíceis, como pouco tempo para mistura, temperaturas elevadas das areias usadas ou elevado influxo de areia no núcleo

Baixar arquivo

Insira os seus dados de contato, e o arquivo começará a baixar imediatamente após o envio dos seus dados. Essa operação só precisa ser feita para o primeiro arquivo que for baixado neste site. Obrigado pela sua compreensão.

Informações pessoais

Seu nome*

 

Seu e-mail*

Seu cargo

Sua empresa

Quer saber mais?

ENTRE EM CONTATO

​​​​​​​ Nós realmente gostaríamos muito de ouvir você. Ligue para nós
ligue ou entre em contato com um dos nossos profissionais para obter mais 
informações ou esclarecer dúvidas sobre a tecnologia LE.

mapa de contatos
Descubra mais histórias.
Discover_Value
Entre no nosso mundo de ideias para o futuro: Descubra o valor.
Soluções. ECOSIL®
teaser_ecosil
O formador de carbono brilhante ECOSIL® facilita a separação do molde, melhora as superfícies e aumenta a estabilidade do molde. Saiba mais
Início. Voltar à página principal.
Corporativo
Acesse nosso site e saiba mais sobre nossa empresa, nossas soluções, carreiras e informações relevantes para investidores. Leia mais

Solicitação à Clariant

Insira suas informações de contato para que possamos processar sua solicitação. Obrigado pelo seu interesse.

Seu nome

 

Seu e-mail

Seu cargo

Sua empresa

País

Telefone

Disclaimer:
This information corresponds to the present state of our knowledge and is intended as a general description of our products and their possible applications. Clariant makes no warranties, express or implied, as to the information’s accuracy, adequacy, sufficiency or freedom from defect and assumes no liability in connection with any use of this information. Any user of this product is responsible for determining the suitability of Clariant’s products for its particular application. 


* Nothing included in this information waives any of Clariant’s General Terms and Conditions of Sale, which control unless it agrees otherwise in writing. Any existing intellectual/industrial property rights must be observed. Due to possible changes in our products and applicable national and international regulations and laws, the status of our products could change. Material Safety Data Sheets providing safety precautions, that should be observed when handling or storing Clariant products, are available upon request and are provided in compliance with applicable law. You should obtain and review the applicable Material Safety Data Sheet information before handling any of these products. For additional information, please contact Clariant.

* For sales to customers located within the United States and Canada the following applies in addition: No express or implied warranty is made of the merchantability, suitability, fitness for a particular purpose or otherwise of any product or service.

© Trademark of Clariant registered in many countries.
® 2013 Clariant International Ltd

Você está prestes a sair do site Clariant.com

O link que você acessou está prestes a fazê-lo sair do site Clariant.com em aproximadamente 10 segundos. Caso deseje interromper esta operação, pressione “Cancelar”.